Follow:
Opiniões, Sem categoria

Porque é que eu comecei a blogar? 

Porque é que eu comecei a blogar?

Achei que fazia algum sentido explicar o porque de assim “do nada” ter criado um blog e aparecer por tudo quanto é lado. Além disso o último post era um bocadinho mais agressivo pelo que achei que hoje mereciamos uma coisa mais leve.

O meu primeiro contacto com blogs foi há cerca de dez anos. Na altura eu tinha os meus 12 anos e deparei-me com uma comunidade de blogs no Sapo. Os blogs que acompanhava, assim como o blog que eu escrevia era de fanfictions. Para quem não sabe são histórias fictícias sobre os mais variados temas com pessoas reais (normalmente famosos, embora não seja regra) ou personagens imaginadas pelo autor. Eu sempre adorei escrever, e penso que já vos disse por aqui que um dia hei-de escrever um livro! Então quando comecei a ver tantos blogs com histórias fantásticas quis criar o meu. Não pensem que eram coisas simples. Havia blogs – e autores(as) – com fanfics realmente extraordinárias, com muitas horas investidas ali. Havia guiões mesmo bem pensados e personagens bem construídas. Isto numa altura em que as nossas idades iam entre os 12 e os 18 anos penso.

Os blogs do sapo

Os blogs do Sapo foram a minha comunidade mãe e digo-vos que sinto saudades. Havia realmente uma comunidade, os seguidores e os autores interagiam, havia criticas construtivas (na mesma medida em que já havia haters). E dava realmente gosto de postar conteúdo novo por saber que as pessoas estavam à espera. Isto numa época em que ter um blog não era assim tão comum.

Depois descobri o youtube. O primeiro vídeo que vi foi um tutorial de uma trança francesa porque andava em busca de um penteado especifico. Daí foi o salto para descobrir muitos outros canais de beleza e me apaixonar. Cedo criei o meu blog de beleza mas, na altura tudo era diferente. Ainda tentei começar os meus vídeos no youtube e lembro-me que ainda cheguei a ter uma dúzia no meu canal.

No entanto eu era diferente. A minha personalidade estava longe de ser como é agora. Era uma miúda insegura e sem grande capacidade de enfrentar situações. Por isso, às primeiras criticas e gozos eu apaguei tudo e ignorei aquilo. Talvez tudo tivesse sido diferente.

Novo começo

Nos últimos anos eu tenho tido blogs. Tive dois no blogspot sobre beleza mas sempre sem divulgação, não fosse alguém descobrir e eu tinha que aturar tudo de novo. Só que eu tinha crescido e já não era propriamente a miúda de 13 anos.

Assim, este ano decidi que não fazia sentido nenhum. Nas 22 coisas que aprendi aos 22 anos, disse-vos que uma das coisas que tinha aprendido era “Fo**-se o que os outros pensam. Foi talvez a coisa que mais aprendi o ano passado“.  E não fazia sentido nenhum eu continuar sem fazer o que gostava por um motivo que já não significava nada para mim.

Então este ano, depois de falar muito com a Zhophia do Pirilampos em Marte, decidi começar do zero. Criei um blog novo, desta vez no wordpress, porque me parecia mais profissional. Criei página no facebook, instagram e, mais recentemente, canal no youtube.

Decidi que se era uma coisa que eu gostava era uma coisa que eu ia correr atrás. Então cá estou eu. Até agora todas as pessoas à minha volta têm sabido que eu tenho um blog, coisa que há uns anos era impensável. E sabem o melhor? O feedback tem sido incrível. Os meus amigos têm-me apoiado, os conhecidos falam-me que gostaram… As pessoas dos meus mais diversos círculos dão-me força! O meu namorado apoia-me, a minha família também… E eu percebi que o “Fo**-se o que os outros pensam” pode-me trazer várias alegrias na vida!

Estou feliz com o projecto e com várias ideias em mente para posts e vídeos futuros! Fiquem por aí para ver.

Um beijo, Raquel

Comentários
Share on
Previous Post Next Post

You may also like

No Comments

Leave a Reply