Follow:
Opiniões

We Need to Talk | Desafio Baleia Azul

Hoje começo uma nova rubrica por aqui, com um nome ainda a definir, onde eu pretendo falar e expor a minha opinião sobre diversos temas e assuntos – polémicos ou não.

Infelizmente não começo de uma forma muito alegre mas, depois de tanto alarido na internet, decidi que também eu queria falar disto: O Desafio da Baleia Azul.

 

Para quem ainda não sabe do que se trata eu explico.

Há pouco tempo começou a viralizar na internet um jogo com este nome, onde os participantes são orientados por uma pessoa que se denomina de “curador” e incentivados a participar em 50 desafios. Consistem em assistir certos filmes de terror, ouvir certas músicas, fazer vários rituais, mutilarem-se e, no último desafio de todos, a matarem-se.

É preocupante? É! Muito! Em especial quando já foram relatadas diversas mortes por causa disto. No entanto a minha opinião poderá ser mais controversa e ferir algumas susceptibilidades. Não se preocupem, somos todos amigos mesmo quando temos opiniões diferentes.

Estamos em 2017, um ano em que grande parte dos jovens tem fácil acesso à internet. Acesso esse que em grande maioria não é vigiado pelos pais. Eu tive o meu primeiro computador com acesso à internet quando tinha uns 11/12 anos e já nessa altura – em 2005 – o meu acesso não era vigiado pelos meus pais. Penso que nem sabiam o que era a supervisão parental.

Durante toda a minha experiência na internet eu fiz e vi muita coisa. Sempre fui (demasiado) curiosa e isso levou-me a pesquisar um bocado sobre tudo. E acreditem, eu vi mesmo muita coisa…

Ora, nessa altura eu estava na idade ideal. Este jogo é desenhado para jovens entre os 8 e os 14 anos, uma vez que se consideram mais fáceis de iludir e manipular. Na minha altura não havia baleias mas havia muitos outros perigos.

Acontece que ao longo de tantos anos online – grande parte deles passados a bloggar – apercebi-me de que muitos jovens usavam a web como forma de escaparem aos seus problemas da vida real. Eu também o fiz. Na altura os culpados por várias mortes eram diversos: desde blogs, bandas, sites, filmes… Hoje o culpado é só um.

Mas afinal o que é que eu penso?

É um jogo preocupante, que nunca em momento algum deveria ser testado por alguém. No entanto há vários jovens a fazê-lo. Sou, no entanto, da opinião que jovens equilibrados e saudáveis mentalmente não se deixam influenciar desta forma. Um jovem e adolescente com uma vida saudável não se vai querer matar só porque sim. Independentemente do poder de persuasão destes “curadores” é importante termos em conta o poder de estabilidade emocional dos jovens que nos rodeiam.

Hoje em dia o tempo que os pais dedicam aos filhos é cada vez menor. As crianças na escola são vitimas de bullying e muita gente diz que são apenas brincadeiras de crianças. A depressão tornou-se, infelizmente, uma doença da moda que parece dar um certo estatuto às pessoas que dizem que têm. E isso é um problema de facto grave!  A depressão é uma doença séria, que precisa de tratamento clinico e que afecta a vida de milhares de pessoas. Muitos jovens sofrem desta doença e não falam, por vergonha!

O que vos quero pedir hoje é compreensão e atenção. Se conhecem jovens falem disto com eles. Não os deixem cair nestes jogos, façam-nos perceber que os seus problemas são reais e que há sempre alguém disposto a ajudar. E caso sejam vocês mesmos a precisar de ajuda, por favor procurem-na! Não tenham vergonha.

Precisamos de crianças e jovens fortes a nível físico e emocional. Precisamos de cuidar de uma geração que será sempre o futuro.

E por favor, deixem de chamar a estes miúdos de doidos. Se há comentários que vi que me deixaram magoada foi ler “estes jovens são mesmo estúpidos”; “se fosse minha filha levava logo duas chapadas”; “há com cada moda.”

Problemas psicológicos não são estúpidos, e curam-se com acompanhamento próprio!

Espero que gostem desta nova rubrica, embora não seja um tema muito leve para um final de domingo!

Comentários
Share on
Previous Post Next Post

You may also like

9 Comments

  • Reply Ana Teles

    Acho horrível este tipo de jogos/desafios.

    Ms. Telita | Telita LifeStyle • Facebook • instagram
    • novo grupo para divulgação de blogs: blogs Lifestyle Portugal

    24 Abril, 2017 at 12:00
    • Reply raquelabel

      Eu também acho! Mas infelizmente é a realidade dos dias de hoje 🙁

      24 Abril, 2017 at 11:11
  • Reply Inês Dionísio

    Tenho ouvido falar deste jogo e é super preocupante o que está a acontecer! 😦
    Beijinhos,
    Inês
    http://www.indiglitz.pt

    24 Abril, 2017 at 13:02
    • Reply raquelabel

      É mesmo 🙁

      24 Abril, 2017 at 12:03
  • Reply Matilde Ferreira

    Tens toda a razao, qem e estupido e quem merece duas chapadas e quem cria o jogo… Para onde vais humanidade onde tem gente que se aproveita da fragilidade dos outros? 🙁
    Excelente post!
    Bjinhosss

    24 Abril, 2017 at 19:55
    • Reply raquelabel

      É verdade… Isto anda mesmo mau 🙁

      24 Abril, 2017 at 20:06
  • Reply Filipa

    Eu concordo contigo, acho que jovens saudáveis nunca se deixariam influenciar! Eu tive internet toda a minha vida e sempre tive liberdade para fazer o que quisesse. É só preocupante que haja quem se aproveite da fragilidade dos outros!! Que horrível! :\

    http://purflefox.blogspot.pt

    25 Abril, 2017 at 11:29
    • Reply raquelabel

      é exactamente essa a minha opinião 🙂

      25 Abril, 2017 at 11:33
  • Reply Ladainian

    You get a lot of respect from me for writing these helpful arelsitc.

    8 Maio, 2017 at 5:14
  • Leave a Reply